Família de Quaden Bayles vai doar dinheiro de vaquinha para ONGs

A família do australiano Quaden Bayles disse que recusará os 700 mil dólares australianos (R$ 2 milhões) arrecadados em uma vaquinha criada pelo comediante americano Brad Williams.

A arrecadação foi iniciada em 21 de fevereiro com o objetivo de juntar dinheiro para levar o menino de nove anos com nanismo para conhecer a Disney.

No entanto, em entrevista à emissora local NITV News, a tia da criança vítima de bullying contou que as doações de mais de 20 mil pessoas deveriam ser repassadas para instituições de caridade.

Mundara Bayles acredita que embora a vaquinha seja um exemplo de empatia, existem problemas maiores no mundo para os quais o montante precisa ser destinado.

"Existem muitos suicídios em nossa sociedade ocorrendo devido ao bullying. Por isso, queremos que o dinheiro seja destinado a organizações comunitárias que realmente necessitam. Eles sabem com o que o dinheiro deve ser gasto. Por mais que desejemos ir para a Disney, acho que nossa comunidade se beneficiaria muito disso", afirmou.

De acordo com os termos do site GoFundMe, onde a vaquinha foi realizada, "todos os fundos doados serão usados exclusivamente para a finalidade declarada, e sob nenhuma circunstância poderão ser usados para outro fim."

Assim, Brad Williams destaca num texto da plataforma que depois que todos os vôos, hotéis, passagens e alimentos forem pagos para a família, o restante será doado para instituições de caridade que lutam contra o bullying.

Quaden Bayles chamou a atenção do mundo após aparecer em um vídeo dizendo à sua mãe que queria se matar por sofrer ataques na escola. A gravação repercutiu na internet e comoveu milhões de pessoas, incluindo o responsável pela uma vaquinha online.

Onde buscar ajuda?
O CVV (Centro de Valorização da Vida) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo de forma voluntária e gratuita todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, email, chat e voip 24 horas todos os dias.

A ligação para o CVV, em parceria com o SUS, pode ser feita pelo número 188. As ligações são gratuitas a partir de qualquer linha telefônica fixa ou celular. Também é possível acessar o site www.cvv.org.br para falar por chat, e-mail ou obter mais informações.

As Informações são de O Estadão

Mais Notícias