Ministro Mandetta se despede de assessor: "Quem me dera ter te socorrido"

Ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, usou as redes sociais para se despedir do amigo, advogado e ex-assessor, Francisco de Arruda Cangussu.

Aos 62 anos, "Kiko Cangussu", como ficou conhecido, foi encontrado morto ontem (30) em seu apartamento no Centro de Campo Grande, segundo a família, vítima de Infarto.

Nos últimos dias, ele demonstrava muita preocupação sobre a pandemia, principalmente, porque tinha sinusite. “Coronavírus: 'Eram sintomas de sinusite', diz morador do Rio, em seu primeiro dia de isolamento após testar positivo. Socooorro Henriqueeeeee!”, postou o advogado no dia 29 de março, domingo passado.

A resposta veio depois da morte, nesta terça-feira (31). Na correria insana contra a doença, Mandetta parou para se despedir do amigo e ex-assessor.

“Quem me dera poder ter te socorrido meu amigo. Fosse um infarto ou qualquer outro mal teria lutado ao teu lado, ainda que na mais arriscada manobra de sustentação à vida...Não deu para te socorrer. Estou lutando uma luta onde milhões de pessoas me pedem ‘socorro Henriqueeeee’. Vamos lutar. Você aí dos céus e nos aqui nesse mundo de meu Deus”, publicou o ministro como comentário no post feito pelo amigo no último domingo.

O ministro lembrou que, durante muitos anos, o advogado foi “amigo certo daquelas horas tão incertas da política. As lembranças todos teremos, a maioria voando no tempo com sua risada estonteante. Humor fino, cortante, texto enxuto, síntese, tradutor de momentos que pediam mais do noticiador do que da notícia”, elogiou.

As Informações são do Campo Grande News

Mais Notícias