Vítima de coronavírus, músico gaúcho morre aos 34 anos em Santa Catarina

Músico nascido em Porto Alegre e radicado em Tubarão (SC), Deison Freitas é mais uma vítima do coronavírus.

O artista e professor de música morreu na manhã desta terça-feira (7), aos 34 anos. Ele estava internado na UTI do Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão, há cerca de 20 dias.

Segundo a instituição, o artista não tinha doença pré-existente, mas era fumante. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Em um post em seu Instagram, na noite de segunda-feira (6), Patrícia Beluco, companheira do músico, informou que, apesar da mobilização das pessoas com orações para a recuperação de Freitas, ele não havia apresentado melhoras no quadro clínico e permanecia em estado grave na UTI. O corpo deve ser cremado. 

Fãs, amigos e familiares lamentaram a perda nas redes sociais. Entre as dezenas de mensagens compartilhadas, muitas ressaltavam o talento do artista, que começou a tocar violão aos seis anos.

No YouTube, Deison publicava vídeos com versões para músicas internacionais e MPB — The Beatles, Cazuza e Saulo estão entre os artistas interpretados por ele.

Aos 14 anos, Deison começou a atuar profissionalmente em bandas de baile do sul de Santa Catarina. Graduado em Música e em Artes Visuais, lançou seu álbum de estreia em 2014. 

Primeira Página foi um projeto realizado em parceria com outros músicos de Santa Catarina: Rafael Calegari, Neto Fernandes, Uiliam Pimenta e Marco Oliveira. Ele também foi autor do e-book Estudando Para Cantar.

As Informações são do O Globo

Mais Notícias