Bolsonaro sancionará lei que destinará 60 bilhões em auxílio à estados

O presidente Jair Bolsonaro, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, se reuniram com governadores de todo o país por meio de uma videoconferência nesta quinta-feira (21/5) para tratar da sanção do projeto de lei que cria o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus, que auxiliará os estados no enfrentamento ao covid-19.

Durante a reunião, que durou pouco mais de uma hora, Bolsonaro pediu aos governadores apoio para o congelamento de salários de servidores públicos até o dia 31 de dezembro de 2021, o que foi aceito por unanimidade entre os líderes estaduais.

A conversa ocorreu em tom ameno e ao final, Bolsonaro disse que deverá sancionar ainda nesta quinta-feira (21) o auxílio aos estados. A ajuda prevê R$ 60 bilhões em transferências diretas além da suspensão da dívida e não execução por parte da União das garantias firmadas nos contratos de operação de crédito junto às instituições nacionais e organismos internacionais.

As informações são do Correio Braziliense.

Mais Notícias