Comércio autorizado a abrir durante a pandemia é fechado pela Polícia Civil por venda de cocaína

Um mercado localizado no Jardim Tropical em Presidente Prudente foi fechado nesta semana por equipes da Polícia Civil após investigação revelar que o estabelecimento, considerado essencial durante a crise da pandemia, estava comercializando cocaína embalada entre as mercadorias do estabelecimento.

A ação dos policiais civis resultou na apreensão de 24 embalagens de cocaína que estavam em comercialização como se fossem produtos lícitos. A droga estava ocultada em pontos estratégicos do comércio para fácil distribuição. Também foram apreendidos a quantia de R$2.650,00 (dois mil e seiscentos reais) e um revólver, calibre, .45. A arma é da marca Smith & Wesson e  de acordo com a Polícia Civil, sua apreensão não é usual na região, dado o calibre diferenciado.

Os policiais civis apuraram que a droga era reposta durante todo o dia por dois funcionários da empresa, servindo aos clientes que realizavam o regular pagamento no caixa da empresa. Nenhum cliente-usuário foi detido no momento da ação.

Além dos dois funcionários presos, um de 38 e outro de 43 anos, a Polícia Civil levou para prisão o proprietário do mercado, um homem de 27 anos de idade, determinando a autoridade policial o fechamento administrativo do estabelecimento. Durante o Inquérito Policial a delegada de polícia responsável pelas investigações irá representar pela cassação dos alvarás perante as Fazendas Públicas Municipal, Estadual e Federal.

Como o estabelecimento funcionava há algum tempo, todos foram presos por associação ao tráfico e tráfico de drogas. Todos os envolvidos foram encaminhados para Cadeia Pública de Presidente Venceslau.

A investigação foi realizada por equipes de polícia da 2ª Divisão de Investigações Sobre Entorpecentes – DISE, por meio da Divisão Especializada de Investigações Criminais – DEIC.

Mais Notícias