Estudante picado por Naja é preso por suspeita de tráfico de animais

O estudante de veterinária Pedro Henrique Krambeck, de 22 anos, foi preso na manhã desta quarta-feira (29) no Distrito Federal. Pedro ficou conhecido ao ser picado por uma cobra Naja no dia 7 de julho. Ele foi hospitalizado e chegou a ficar na UTI, tendo alta seis dias depois.

O rapaz é suspeito de crime ambiental por tráfico de animais e de tentar atrapalhar as investigações. Além dele, Gabriel Ribeiro de Moura, de 24 anos, também foi preso, suspeito de ocultar provas relacionadas ao crime. De acordo com a Polícia Civil, Gabriel foi responsável por esconder as cobras do amigo.

As prisões são temporárias e fazem parte da Operação Snake, que investiga o tráfico de animais.

O estudante criava cobras exóticas em sua residência, sem autorização do Ibama.

Mais Notícias