Movimento Energia do Bem destina mais de R$ 8 milhões para ações de combate à Covid-19 em todo país  

O Movimento Energia do Bem já promoveu cerca de 40 ações para o enfrentamento da crise humanitária provocada pela Covid-19 em todos país. A iniciativa é do Grupo Energisa, que atua na distribuição de energia elétrica em 11 estados e já destinou mais de R$ 8 milhões à iniciativa. As ações vão desde a doação de mais de 6,7 mil máscaras do tipo N95 a hospitais de estados em que está presente, distribuição de 500 protetores faciais a hospitais de Minas Gerais e Nova Friburgo (RJ), doação de recursos para a Fiocruz produzir testes rápidos para diagnóstico da doença, além da doação de alimentos e materiais de higiene e limpeza para instituições que cuidam de idosos. 

Uma nova etapa das ações já está em desenvolvimento. Ela prevê a doação de cestas básicas que serão compradas e distribuídas localmente, sob a coordenação da Unesco. A proposta do Grupo Energisa é contribuir com a retomada da economia em todos os níveis. Em Minas Gerais, o Grupo doou R$ 1,9 milhão para o projeto Estímulo Minas 2020, que viabiliza crédito rápido e subsidiado a micro e pequenos empreendedores do estado. Com isso, proporcionou capital de giro no valor equivalente a até um mês de faturamento das empresas beneficiadas. “A pandemia e seus impactos atingiram a população e empresas de todos os portes. É o momento de fortalecermos nossos laços e buscarmos ações integradas, para nos apoiarmos mutuamente”, afirma Daniele Salomão, vice-presidente de Pessoas.    

Outra iniciativa, voltada para micro e pequenas empresas, mobiliza empresas regionais para a produção de itens para as empresas do Grupo Energisa, como máscaras e outros Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). “Vimos a necessidade de contribuir com a nossa comunidade de diversas formas. Estamos priorizando a aquisição dos nossos produtos das pequenas empresas nos estados em que atuamos para contribuir com a geração de renda desses empresários tão afetados pela crise da Covid-19”, afirma Isabel Perez de Vasconcellos, gerente de Sustentabilidade do Grupo,

E mais, todas as concessionárias da Energisa também estão priorizando as ligações de energia para hospitais e unidades de saúde. Processos que antes levariam mais de 30 dias, devido ao perfil de quantidade de energia elétrica necessária, estão ocorrendo com menos de uma semana.    

Para as localidades atendidas pela Energisa Sul-Sudeste

 A Energisa Sul-Sudeste leva energia para 82 cidades no interior do estado de São Paulo, sul de Minas Gerais e para Guarapuava, no Paraná. Para essas localidades, a distribuidora realizou diversas ações. Em uma delas, a equipe da Energisa fez a entrega de mais de 1.700 itens de higiene pessoal, limpeza e alimentação para as entidades que cuidam de idosos: Associação Abrigo a Idosos Reverendo Guilherme Rodrigues Pereira, de Assis; Associação de Assistência São Vicente de Paulo, de Catanduva; Instituição S.O.S Airton Haenisch, de Guarapuava; Centro de Convivência do Idoso São João Batista, em Pinhalzinho; e para o Lar São Rafael, de Presidente Prudente. A campanha foi realizada para ajudar instituições em toda a área de concessão do Grupo Energisa por meio de um financiamento coletivo online, com um diferencial: a cada um real doado, a empresa acrescentou mais um.

A empresa também realizou a doação de 325 máscaras respiratórias PFF-2 para as Secretarias de Saúde dos municípios de Catanduva, Assis e Presidente Prudente. Os equipamentos foram destinados para os profissionais que estão na linha de frente contra o novo coronavírus.

Outra iniciativa, realizada pela Energisa em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI-SP), viabilizou o conserto de ventiladores pulmonares. Foram consertados dois ventiladores pulmonares para o Hospital São Vicente de Paulo, de Guarapuava, e um equipamento para Santa Casa de Palmital.  

Para Gabriel Alves Pereira Junior, diretor-presidente da Energisa Sul-Sudeste, as iniciativas contribuem com diversos setores da sociedade. “Estamos vivendo um momento muito delicado e que requer a união de forças. Estamos engajados em ajudar, e juntos, vamos vencer essa situação”.

Mais Notícias