PM venceslauense morre baleado em ocorrência na cidade de São Paulo

Três policiais militares da Força Tática do 23º Batalhão da Capital morreram na madrugada deste sábado (08), ao atenderem ocorrência de disparo de arma de fogo na avenida Escola Politécnica, no bairro Rio Pequeno, em São Paulo. Uma das vítimas é o sargento venceslauense José Valdir de Oliveira Júnior. Atualmente ele residia na cidade de Jundiaí.

De acordo com as primeiras informações o sargento e sua equipe receberam pelo rádio da PM informações de que havia um disparo de arma de fogo na via. Os suspeitos estavam em um Fox, branco.

Os policiais abordaram os indivíduos e um deles apresentou funcional, entregou uma arma e informou que era policial civil.

Quando a equipe foi verificar a documentação, o indivíduo sacou uma segunda pistola e descarregou em direção aos PMs, que revidaram.

O sargento venceslauense Oliveira Júnior e o companheiro Victor Rodrigues Pinto da Silva morreram no local da ocorrência.

Já o soldado Celso Ferreira Menezes Júnior foi levado ao centro cirúrgico do hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Outras equipes da Polícia Militar foram ao local, conseguiram prender um dos marginais e entraram em confronto com o atirador, que foi baleado e socorrido e encaminhado ao Pronto Socorro Regional de Osasco onde não resistiu aos ferimentos e também morreu.

Na consulta aos documentos descobriram que o indivíduo que provocou o tiroteio não é policial e usava documentos falsos.

Policial Venceslauense
O sargento venceslauense PM José Valdir de Oliveira Júnior estava noivo de Bianca Magri que também atua na Polícia Militar. Ele residia na cidade de Jundiaí. Os familiares do policial que morreu residem em Presidente Venceslau.

Até o momento não informações sobre local de velório e sepultamento.

Mais Notícias