Rússia registra primeira vacina do mundo contra covid-19

Na corrida pela vacinação contra a covid-19, a Rússia se tornou o primeiro país do mundo a aprovar a regulamentação para uma vacina contra a doença, informou o presidente russo Vladimir Putin nesta terça-feira (11).

A vacina russa foi testada em humanos por menos de dois meses e está apta a imunizar em massa a população do país.

Desde o início da pandemia, vários países correm contra o tempo em uma disputa pela saúde e pelo prestígio, onde quem ganha é quem desenvolve e aprova primeiro o produto mais eficaz contra o coronavírus. Essa guerra para mostrar quem é melhor pode colocar em risco a saúde da população. A Rússia, no entanto, afirmou que a aprovação da vacina se deu por sua “proeza científica”.

Em uma reunião governamental na televisão estatal, Putin afirmou que a vacina, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, é segura e que até mesmo foi administrada a uma de suas filhas. “Sei que funciona de maneira bastante eficaz, forma uma forte imunidade e, repito, passou em todos os testes necessários”, disse Putin.

O presidente disse esperar a vacinação em massa para breve.

Mais de 100 vacinas possíveis estão sendo desenvolvidas em todo o mundo para tentar frear a pandemia de covid-19. Pelo menos quatro estão em testes finais de Fase 3 em humanos, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde.

Mais Notícias