Após dez meses em coma, jovem reinfectado por covid-19 acorda sem saber da pandemia

Após dez meses em coma por conta de um acidente, um estudante inglês de 19 anos acordou sem saber da pandemia apesar de ter contraído a doença duas vezes no hospital. Joseph Flavill foi atropelado por um carro em 1º de março do ano passado, três semanas antes de o Reino Unido decretar lockdown.

O jovem sofreu traumatismo craniano e, desde então, esteve em coma. Tratado no hospital Leicester General, ele foi transferido recentemente para o centro de cuidados Adderley Green, na cidade de Stoke-on-Tren, onde segue sua recuperação. Segundo o The Guardian, Flavill já começou a mover seus membros e responde familiares com gestos.

Devido às restrições em razão do coronavírus, a família só se comunica com o adolescente por meio de videoconferência. Seus parentes ainda tentaram explicar por que não podem visitá-lo, mas sem entrar em detalhes sobre a escala da pandemia.

"Ele não sabe nada sobre a pandemia porque está dormindo há 10 meses. Sua consciência está começando a melhorar agora, mas simplesmente não sabemos o que ele sabe", disse sua tia Sally Smith ao The Guardian. "Só não sei por onde começar. Um ano atrás, se alguém tivesse me contado o que iria acontecer no ano passado, acho que não teria acreditado. Não tenho ideia de como Joseph vai entender o que todos nós passamos", emendou.

A única visita que Flavill recebeu durante o período em que esteve em coma foi da mãe Sharon no dia de seu aniversário, em dezembro. Com equipamentos de proteção individual (EPI) e a distância, ela pôde ao menos ver o filho, embora ele estivesse inconsciente.

Flavill ainda foi infectado pelo coronavírus em duas ocasiões enquanto esteve internado, mas se recuperou em ambas. Por meio de campanha, a família arrecadou mais de 30 mil libras - cerca de R$ 218 mil na atual cotação - para seguir continuar sua recuperação a longo prazo.

As informações são da Época.

Mais Notícias