Devido a agravamento da pandemia, Presidente Venceslau e região são rebaixados para fase vermelha

O governo do Estado rebaixou na tarde desta sexta-feira (19) toda a área de abrangência do Departamento Regional de Saúde (DRS) de Presidente Prudente da etapa amarela para a fase vermelha, a mais restritiva, do Plano São Paulo. Com isso, passam a ter permissão para funcionar apenas as atividades consideradas essenciais. Os serviços classificados como não essenciais, entre os quais está incluído o comércio, não podem abrir as portas. Já o DRS de Marília, que também abrange parte do Oeste Paulista, foi mantido na fase laranja.

"Estamos em um momento de inflexão. Tivemos uma melhora muito significativa nas últimas semanas. E, agora, o que nós vemos é que duas regiões continuaram a melhorar bastante e tivemos uma piora em duas regiões também. A região de Barretos e a região de Presidente Prudente tiveram uma piora na ocupação de leitos", afirmou a secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, Patricia Ellen da Silva, em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, a sede do governo paulista.

"A região de Presidente Prudente e a região de Barretos passando para fase vermelha, com essa regressão necessária devido ao momento de atenção que nós temos em toda essa região do interior", ressaltou.

Ainda segundo a secretária, "é importante a colaboração da população".

Ela também anunciou uma mudança nas restrições do Plano São Paulo.

"Através do diálogo constante com setores, nós vimos que um protocolo que foi revisado neste momento, com a devida segurança, o consumo de bebida alcoólica em ambiente de restaurantes, que antes estava proibido após as 20h, pode ser realizado até as 22h com todos os protocolos, mesas com até seis pessoas, fechamento até 22h, serviço sentado e respeitando a capacidade de 40%. Esse modelo está sendo revisado para restaurantes, lojas de conveniência, com a permissão da venda e do consumo até 22h na região em fase amarela. E a restrição de consumo de bebida alcoólica continua valendo nas fases vermelha e laranja porque o funcionamento dos restaurantes é permitido somente até as 20h na fase laranja e não é permitido na fase vermelha", salientou.

O secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, afirmou que o momento é de atenção na região de Presidente Prudente.

"A região de Prudente com uma rápida ocupação de leitos ao longo desses últimos dias, momento de atenção. Nós também estamos colocando mais leitos na região, mas as lideranças, os gestores da região, devem agir com responsabilidade aumentando o isolamento social neste momento em que a gente passa", disse Vinholi.

"A região de Marília [está] dentro da fase adequada para ficar na fase laranja, mas a gente observa um leve crescimento [na evolução da epidemia] que a região deve também se adequar a isso e mobilizar a população para que faça o isolamento social", complementou o secretário.

Os 56 municípios do Oeste Paulista estão divididos entre os Departamentos Regionais de Saúde de Marília e de Presidente Prudente.

As informações são do G1.

Mais Notícias