Paciente recebe pulmão de doador infectado com covid-19 e morre

Uma mulher de 61 anos recebeu um  pulmão de um doador infectado pela covid-19 e morreu. O caso aconteceu em Michigan, nos Estados Unidos, no final do ano passado e foi analisado por pesquisadores da Universidade local. O estudo foi publicado no dia 10 desse mês no American Journal of Transplant.

A receptora do pulmão após três dias da cirurgia começou a apresentar sintomas do novo coronavírus e o cirurgião, que fez o procedimento, também foi infectado. Os especialistas do Hospital da Universidade de Michigan estranharam, uma vez que os testes da doadora do órgão não detectaram a covid. Mas, concluíram que só ela poderia ter sido a responsável pela transmissão. 

De acordo com estudo, antes da utilização dos pulmões da doadora, vítima de um acidente de carro fatal, foram feitos exames PCR e swab nasofaríngeo, que deram negativo. Mas não foram feitos testes do trato respiratório inferior, onde aparecem as doenças respiratórias mais graves. 

Então, os pesquisadores compararam os fluídos das vias respiratórias das três pessoas envolvidas e concluíram o caso. Nenhum outro órgão foi transplantado para outros pacientes. 

Os especialistas afirmaram ser o primeiro caso desse tipo no mundo e salientaram para a necessidade de fazer testes mais completos quando se trata da doação de pulmões. Além do alerta para os profissionais da saúde usarem equipamentos de proteção individual aprimorados quando estiverem envolvidos na obtenção e transplante de pulmão. 

As informações são do R7.

Mais Notícias