Príncipe Philip deixa hospital após 1 mês internado

O duque de Edimburgo, príncipe Philip, recebeu alta hospitalar nesta terça (16), em Londres, depois de passar 28 dias internado por conta de problemas cardíacos.

Príncipe Philip, de 99 anos, que é marido da rainha Elizabeth 2ª, fora hospitalizado com mal-estar em 16 de fevereiro e passou por uma intervenção cardíaca. O mal-estar não foi detalhado, mas a realeza britânica disse que não se tratava de nada relacionado ao novo coronavírus.

Philip já havia tido problemas cardíacos antes.

O príncipe e a rainha, de 94 anos, têm passado a maior parte do mais recente lockdown na Inglaterra em seu castelo, em Windsor, com um pequeno grupo de funcionários.

Casados há 73 anos, eles receberam as primeiras doses da vacina contra a covid-19 em janeiro.

Philip, que se aposentou das obrigações reais em 2017, já precisou de internação hospitalar para diferentes procedimentos ao longo dos anos, incluindo o tratamento de uma infecção da bexiga, em 2012, e uma cirurgia abdominal exploratória, em 2013.

A mais recente hospitalização coincidiu com a aguardada entrevista de seu neto, Harry, e a esposa Meghan, para a apresentadora Oprah, em que fizeram acusações de racismo e falta de apoio para problemas de saúde mental dentro da realeza britânica.

O Palácio de Buckingham disse em comunicado, após a entrevista, que a família real estava "triste e preocupada" com as revelações, mas também que o problema era familiar e seria lidado de forma privada.

Na entrevista, Meghan disse a Oprah que telefonou diretamente a Philip quando soube de sua hospitalização.

As informações são do Época.

Mais Notícias