Agente penitenciário de Caiuá morre vítima de coronavírus aos 48 anos

Morreu na manhã desta quinta-feira (08) o agente de segurança penitenciária Arly Adriano da Costa, 48 anos. Ele estava internado na Santa Casa de Presidente Venceslau em tratamento após ser diagnosticado com coronavírus.

Arly residia em Presidente Venceslau e atuava no Centro de Detenção Provisória – CDP de Caiuá. De acordo com informações de familiares, ele teria tido o contágio da doença no presídio.

Arly era casado e deixa uma filha. O corpo deverá ser sepultado no cemitério de Caiuá.

O Sindicato  dos Agentes de Segurança Pública do Estado de São Paulo – Sindasp emitiu nota em que lamenta a morte do agente. Leia abaixo na íntegra.

“É com pesar que o Sindasp informa o falecimento do policial penal Arly Adriano da Costa, do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Caiuá. O funcionário tinha 48 anos e infelizmente foi mais uma vítima da Covid-19.

Segundo amigos de serviço Arly era um cara extremamente do bem, um excelente profissional e amigo.

O Sindasp-SP lamenta a morte do Policial Penal Arly Adriano da Costa e manifesta sentimentos de pêsames à família e aos amigos de trabalho neste momento de tristeza”.

Mais Notícias