Homem bate em mulher e é preso em Venceslau

Um homem foi preso em flagrante por violência doméstica nesta segunda-feira (26) em Presidente Venceslau, após sua companheira denunciá-lo.

A mulher compareceu à Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher (DDM), solicitando medida protetiva de urgência contra o companheiro, que havia a agredido pouco antes. A vítima apresentava inchaço no olho esquerdo e outras lesões no corpo e informou que o homem a atingiu com um soco no rosto. A mulher foi conduzida por um investigador à Santa Casa local para atendimento médico, onde realizou exame de Raio-X e foi medicada.

O autor das agressões foi preso logo depois enquanto trabalhava como ajudante de pedreiro nas proximidades do Residencial Roberto Maximino. A ação contou com o apoio de dois policiais da DIG - Delegacia de Investigações Gerais.

A. H. F. C. teve decretada sua prisão em flagrante pelo crime de lesão corporal em ambiente doméstico, cumulado com a lei “Maria da Penha” – 11.340/2006. A Autoridade Policial plantonista ainda representou pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva.

Após atendimento médico, a vítima retornou à DDM, onde foi ouvida e registrou boletim de ocorrência. A Delegada de plantão encaminhou à Justiça o pedido de medida protetiva de urgência, com o objetivo de afastar o agressor do lar, proibi-lo de se aproximar da companheira e de seus familiares e de manter qualquer contato com ela.

Como denunciar
A Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180 presta uma escuta e acolhida qualificada às mulheres em situação de violência. O serviço registra e encaminha denúncias de violência contra a mulher aos órgãos competentes, bem como reclamações, sugestões ou elogios sobre o funcionamento dos serviços de atendimento.

O serviço também fornece informações sobre os direitos da mulher, como os locais de atendimento mais próximos e apropriados para cada caso: Casa da Mulher Brasileira, Centros de Referências, Delegacias de Atendimento à Mulher (Deam), Defensorias Públicas, Núcleos Integrados de Atendimento às Mulheres, entre outros.

A ligação é gratuita e o serviço funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana. São atendidas todas as pessoas que ligam relatando eventos de violência contra a mulher.

O Ligue 180 atende todo o território nacional e também pode ser acessado em outros países.

Mais Notícias