Lockdown na região está descartado após reunião de prefeitos da Unipontal

Em reunião virtual realizada na manhã desta terça-feira (08) com os prefeitos que integram a Unipontal - União dos Municípios do Pontal do Paranapanema, ficou descartada qualquer possibilidade de Lockdown na região. O encontro com 33 prefeitos que integram a associação foi convocado pelo presidente da entidade, Ed Thomas (PSB), prefeito de Presidente Prudente.  A ideia dos líderes regionais é elaborar um documento propondo medidas mais restritivas na região, mas sem o fechamento total das atividades.

Após mais de três horas de reunião, todos os prefeitos tiveram a oportunidade de se manifestar sobre a recomendação de Lockdown feita por meio de ofício pelo Departamento Regional de Saúde de Presidente Prudente – DRS, conforme publicado com exclusividade pelo PORTAL BUENO.  A decisão de descartar a medida foi unânime.

“Nós ouvimos todos os 33 membros da Unipontal, tomamos a decisão em conjunto com os prefeitos, e não vamos fazer Lockdown”, disse Ed Thomas, presidente da entidade.

Ontem (07), ele recebeu um documento do promotor do Ministério Público de Presidente Prudente, Marcelo Creste, que recomendou a implantação do Lockdown na maior cidade do Oeste Paulista.

“Todos já sabem do meu posicionamento, sou a favor do trabalho e da saúde, nosso problema maior é aglomeração, e isso não acontece no comércio, acontece em festas clandestinas, em bares, e é isso que devemos combater.  O comércio não pode pagar essa conta e ser penalizado, já sofereram demais nessa pandemia. Temos que tratar da saúde e não podemos paralisar a economia”, acrescentou o prefeito.

Ele disse que em conjunto os prefeitos não vão ser responsáveis pelo fechamento do comércio na região. “Se vier uma determinação da Justiça pra fechar, vamos cumprir, mas não vamos ser os responsáveis por tomar essa decisão”, enfatizou.

Os prefeitos destacaram que a necessidade da região é de hospital de campanha, mais leitos, medicamentos e testes para atender a população. “Já cobramos há muito tempo, já solicitei ao governo do Estado, todos os prefeitos já pediram, e até hoje não foi providenciado um hospital de campanha para a nossa região, só promessa. À custa da falta de leito, somos a região que mais permaneceu com o comércio fechado em todo o Estado. Precisamos de investimentos, e não de fechamento da região”, destacou o prefeito Ed Thomas.

A prefeita de Presidente Venceslau, Bárbara Vilches (PV), também participou da reunião e propôs que um decreto seja feito de forma conjunta para atender toda a região. “É interessante estabelecer para todos os municípios os mesmos horários de funcionamento do comércio, e padronizar o decreto com as medidas mais restritivas”, disse a prefeita.

A ideia foi acatada pelo presidente da Unipontal, e o setor jurídico da entidade irá discutir a forma legal para a medida.

Intensificar a fiscalização
Na reunião, os prefeitos também chegaram ao consenso de que precisam de uma ação mais efetiva da Polícia Militar para fiscalizar as festas clandestinas e combater as aglomerações. “Precisamos combater as festas e aglomerações com a Polícia Militar, numa ação conjunta com os municípios”, disse Ed Thomas.

A Unipontal deverá elaborar o documento em conjunto com todos os prefeitos e anunciar medidas mais restritivas para a região.

Mais Notícias