Creche do Ipanema pode iniciar atividades neste ano em Venceslau

A creche localizada no Jardim Ipanema, em Presidente Venceslau, pode começar a atender a população ainda neste ano, no segundo semestre. A informação foi passada ao Integração Regional por Aparecido de Melo, atual secretário municipal de Educação e Cultura.

Segundo o secretário, as obras na unidade foram retomadas no começo de maio. “As obras foram retomadas agora no início do mês de maio e a gente pretende inaugurar ela neste ano ainda, mas depende da empresa terminar o serviço. A nossa previsão é inaugurar neste segundo semestre”, comentou Aparecido.

Os trabalhos no local tinham sido interrompidos no ano anterior na parte elétrica e mobília. "Eles chegaram a comprar os equipamentos elétricos, ficou lá um período sem a empresa começar os trabalhos e pelo que consta esse material foi furtado da creche. A gente precisou comprar novamente esse material para a empresa concluir o serviço e instalar a parte elétrica da creche", continuou o secretário municipal.

A unidade terá capacidade para atender até 150 alunos. A Semec pretende fazer uma pesquisa por demanda para ver qual é a necessidade da Rede Municipal no momento, considerando os bairros adjacentes, para decidir se a creche terá a montagem de turmas de tempo integral ou também de tempo parcial.

Histórico
Em abril deste ano, a Administração Municipal promoveu, por meio da secretaria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente (Seaama), trabalhos de limpeza no local.

Naquela época, a secretaria de planejamento havia informado que as construções seriam retomadas, no máximo, até o final do mês.

Início das obras
A creche começou a ser construída em 2016, por meio de convênio com a Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), programa vinculado ao Governo do Estado de São Paulo, assinado pelo então prefeito Jorge Duran. O valor do convênio foi de R$ 1,78 milhão.

Em 2018, a Administração Municipal da época informou que a unidade receberia alunos de 0 a 3 anos e 11 meses, desafogando outras EMEIs da cidade. No mesmo ano, em março, foi anunciado que as obras estavam 65% concluídas.

As informações são do jornal Integração.

Mais Notícias