Vereadores de Venceslau investigam repasse de recursos pela Lei Aldir Blanc

Os depoimentos da Comissão Especial de Inquérito (CEI) instaurada para apurar o uso do dinheiro repassado pelo Governo Federal ao município de Presidente Venceslau para combater a pandemia de covid-19 seguiram nesta terça-feira (8). A primeira pessoa ouvida durante o dia foi Eugenia Cassiano de Souza, uma das pessoas que recebeu benefício por meio da Lei Aldir Blanc, destinada aos artistas e profissionais do setor de cultura.

O depoimento de Eugenia foi agendado pela CEI após a análise de documentos. Ela também foi citada durante uma oitiva realizada na quarta-feira da semana passada (2).

De acordo com Eugenia, ela teve conhecimento da Lei Aldir Blanc por meio de outra pessoa. Após receber a informação, foi informada que poderia receber R$ 3 mil por meio da lei.

Na sequência, a testemunha afirmou que o intermediário ficaria com metade do valor como pagamento, por conta do auxílio com a elaboração de projeto para viabilizar a cessão do benefício, realização de live e outras ações.

Eugenia também informou que o dinheiro do benefício foi transferido para a conta cadastrada pelo intermediário, após um suposto problema em sua conta bancária pessoal. Questionada pelos vereadores sobre o problema verificado na conta, ela não soube informar.

Após o depósito do valor integral, Eugenia alegou ter ido até a casa do intermediário para receber R$ 1,5 mil, metade da quantia total depositada por conta do benefício da lei.

Para ter direito ao benefício, Eugenia foi orientada a participar de uma live veiculada por meio da página da Lei Aldir Blanc nas redes sociais.

Durante a tarde desta terça-feira (8), outros dois depoimentos foram realizados. As testemunhas Cristiano de Souza Ferreira e Daniel Silva de Andrade eram aguardadas na Câmara Municipal para a sequência dos trabalhos. Os dois depoimentos foram encerrados em horário posterior ao do fechamento desta matéria.

Transmissão das oitivas
Nesta terça-feira (8), a Câmara Municipal iniciou a transmissão das oitivas em tempo real por meio do Youtube. O depoimento de Eugenia foi o primeiro a ser transmitido. De acordo com Tácito Alexandre de Carvalho e Silva, as próximas conversas também devem ser transmitidas.

As informações são do jornal Integração.

Mais Notícias