Preocupação do Ministério da Saúde com Covaxin é ‘zero’, diz Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta quinta-feira, 24, que a preocupação da pasta com a vacina indiana Covaxin é “zero”. Questionado se o Ministério da Saúde vai manter o contrato para compra do imunizante, Queiroga disse que o assunto está sob responsabilidade da área jurídica da pasta.

A negociação da Covaxin está sendo investigada pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela CPI da Covid-19. Queiroga, por sua vez, afirmou que o governo não comprará a vacina. “Não foi pago um centavo e nem vai ser”, anunciou. “Estamos trabalhando para antecipar as doses das vacinas que têm registro definitivo ou emergencial na Anvisa. A Covaxin está na rubrica da Sputnik, mesma coisa. Então não é motivo de preocupação para o ministro da Saúde”, finalizou.

Na quarta-feira, 23, Queiroga encerrou uma entrevista após ser questionado se o imunizante será comprado pelo preço que foi negociado, mais caro do que o de outras vacinas. “Eu falei em que idioma? Eu falei português. Não foi comprada uma dose sequer da vacina Covaxin nem da Sputnik”, disse. 

As informações são da Jovem Pan.

Mais Notícias