Presidente Venceslau inicia ano com geração negativa de empregos

Dados apontados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e divulgados por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontaram que Presidente Venceslau iniciou 2018 com queda na geração de empregos. As informações levantadas pelo Integração Regional apontam que a cidade registrou 119 contratações e 204 demissões em janeiro deste ano, formando saldo negativo de 85 postos de trabalho. 

A maior contribuição para o cenário negativo foi feita pelo setor de construção civil, que demitiu 51 funcionários e contratou apenas quatro no mês citado. O setor de serviços também registrou baixa ao contratar 45 trabalhadores e dispensar 68, assim como o comércio (45 contratados e 60 demitidos). Destacou-se positivamente apenas o setor de indústria de transformação (12 contratados e nove demitidos). 

Ainda segundo o Caged, a cidade contava com 5.319 empregos formais no início deste ano, divididos em 2.010 estabelecimentos registrados. 

Em Presidente Epitácio (SP), o saldo foi positivo. Conforme o Caged, 133 pessoas foram contratadas no município e 132 foram desligadas, formando um saldo de 1. 

No município, três setores terminaram o primeiro mês do ano com saldo positivo. A indústria de transformação (onze contratados e dez demitidos), construção civil (sete contratados e três demitidos) e a agropecuária (sete contratados e cinco demitidos) contribuíram para a pequena alta. Já o setor de serviços terminou o mês negativado (39 contratações e 45 demissões), enquanto que o comércio registrou número igual de contratações e demissões no período: 69. 

Os dados divulgados neste mês mostram a evolução do emprego formal nos municípios. O Integração Regional levantou os dados gerais das cidades onde há a circulação do jornal. Confira: 

Caiuá: nove contratados / 19 demitidos = saldo de – 10

Marabá Paulista: seis contratados / 12 demitidos = saldo de – 6

Piquerobi: onze contratados / seis demitidos = saldo de 5

Epitácio: 133 contratados / 132 demitidos = saldo de 1

Venceslau: 119 contratados / 204 demitidos = saldo de – 85

Santo Anastácio: 65 contratados / 67 demitidos = saldo de – 2

Teodoro Sampaio: 63 contratados / 32 demitidos = saldo de 31 

Setores
Os dados emitidos pelo Caged incluem a movimentação do emprego formal nos setores da agropecuária, administração pública, comércio, construção civil, extrativa mineral, indústria de transformação, serviços, entre outros.

As informações são do Jornal Integração.

Notícias Relacionadas