Funcionária Pública de Piquerobi fala sobre tratamento contra o câncer de mama e reforça importância do diagnóstico precoce

A funcionária pública estadual Regina Célia Bonini Portel, de 55 anos, teve sua história compartilhada pelo perfil da Prefeitura de Piquerobi nas redes sociais. No texto, são divulgados detalhes sobre a descoberta e o tratamento do câncer de mama.

Com 27 anos de atuação em escolas do município, Célia contou sobre seu histórico de se preocupar com a saúde. Periodicamente a servidora realizava seus exames médicos e tinha o hábito de fazer o autoexame de mama. Em outubro de 2015, após se deitar para dormir, ela foi surpreendida ao tocar seu seio. "Fiz o toque e percebi que tinha algo diferente", relatou.

Ela contou ao seu marido e filha sobre o ocorrido e ambos ficaram apreensivos, mas pediram para que Regina procurasse um especialista.

Após marcar exame de ultrassom, a paciente foi orientada a fazer uma biópsia do nódulo. Para sua surpresa, foi detectado o câncer de mama. "Quando recebi a notícia, não sentia meus pés no chão", relatou para a página da prefeitura.

Célia admitiu ter sentido medo, mas afirmou que a fé era maior e não se deixou abater. A paciente fez a cirurgia particular após um mês da descoberta e em seguida começou o tratamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS). No período, Regina realizou sete quimioterapias e 33 radioterapias. "Passei mal apenas duas vezes durante a quimio, a radioterapia era dolorida", disse.

Em seguida, Regina entrou para o programa Mulheres de Peito, pela rede Hebe Camargo, que tem como finalidade aprimorar a experiência e a qualidade de vida dos pacientes com câncer.

Atualmente, após cinco anos, Célia faz uso do medicamento e retorna ao médico apenas uma vez por ano para fazer exames de rotina. “Me sinto muito bem, graças a Deus e quero que todos saibam a importância do autoexame e da mamografia”, reforça.

Outubro Rosa
A campanha foi iniciada na década de 90, nos Estados Unidos, após alguns estados daquele país realizarem suas campanhas de maneira isolada.

Posteriormente, o mês foi reconhecido nacionalmente como o mês da prevenção contra o câncer de mama.

As informações são do Jornal Integração.

Mais Notícias