Ronaldo Perosso disputa presidência da OAB de Venceslau pela chapa “Renovar para Inovar”

A 64ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), com sede em Presidente Venceslau, vive período de eleições e três chapas disputam a presidência para o triênio 2022/2024.

A reportagem do PORTAL BUENO entrou em contato com os candidatos para conhecer melhor cada participante e entender as propostas de cada chapa. Nesta semana iremos apresentar a matéria completa com os candidatos.

Entre os advogados que concorrem ao cargo está Ronaldo Perosso, integrante da chapa "Renovar para Inovar". Ele é o primeiro a ter matéria publicada. O texto foi produzido pelo jornalista Eduardo Maduro.

Perosso é casado, pai de dois filhos e advoga há 12 anos em Presidente Venceslau. Em um vídeo de apresentação divulgado nas redes sociais, ele destaca a importância da subseção para a região de Presidente Venceslau. "Queremos resgatar o prestígio de nossa OAB em nível local e regional também. Nos últimos anos, a OAB desapareceu da vida de nossa cidade. A OAB sumiu da vida de nossos colegas", disse o candidato.

A vice-presidente da chapa é Roseli Góes. Os demais integrantes do grupo são os profissionais Luiz Fernando Pinheiro (secretário geral), Yara da Hora (secretária adjunta) e Élcio de Paula Souza Filho (tesoureiro).

No discurso dos integrantes da chapa, objetivos como a defesa da independência dos profissionais, aumento da credibilidade, combate a ameaças e violações de prerrogativas e geração de oportunidades à advocacia, criando ânimo aos advogados e advogadas, do mais jovem ao mais experiente, são citados por todos os componentes. "Estou pronto para esse desafio e quero pedir o seu voto de confiança, pois acredito que com coragem, força, ousadia e o empenho de todos, é possível fazer com que nossa OAB nos sirva", finalizou o candidato à presidência.

A chapa de Ronaldo foi registrada sob o número 10642, no dia 15 de outubro deste ano, às 11h07.

PB - Faça uma breve apresentação sua e de seus colegas de chapa:

"Advogo há 12 anos, tenho pós-graduação em direito constitucional, fui membro da comissão de prerrogativas da subseção de Presidente Venceslau. Hoje, estou membro do Conselho de Prerrogativas da 10ª Região e estou colocando o nome à disposição dos colegas para a presidência da OAB da 64ª Subseção de Presidente Venceslau, pois o meu objetivo é resgatar a credibilidade da OAB, representar os interesses da classe e buscar a valorização da advocacia, além de atuar com função social perante à sociedade".

PB - Quais são as funções de cada integrante da chapa?

“O presidente tem uma função de representatividade. Não só de gestão, mas também de representar a OAB. O vice-presidente atuaria no auxílio ao candidato ao cargo de presidente. O tesoureiro cuida da parte financeira e burocrática, naquilo que lhe compete a OAB. O secretário adjunto, sua função primordial é fazer aquela gestão de qualidade, a satisfação, onde estão os formulários que os advogados preenchem para falar como está a OAB, as reivindicações, e ele cuida dessa parte. O secretário geral cuida de uma certa forma da parte dos colaboradores, dos funcionários da subseção. Desempenho, do trabalho deles, da jornada de trabalho. Fora isso, o estatuto e o regulamento geral da OAB tem uma previsão que a diretoria da subseção tem atribuições análogas às da diretoria do conselho seccional com uma certa limitação, não tão amplas quanto as do conselho seccional”.

PB - Quais são as principais propostas da chapa?

"Pretendo ampliar a função da comissão de ação social, ou seja, fazer com que ela fique presente o ano todo perante a sociedade, mapeando e identificando os problemas para contribuir naquilo que for possível. [...] Quero aprimorar o que já existe e melhorar de uma forma que ela trabalhe o ano inteiro".

"Tem a comissão de prerrogativas, que eu entendo como uma das mais importantes, aonde ela cuida e faz valer os direitos dos advogados quando são violados e de uma certa forma, quando a prerrogativa é violada, quem acaba sendo o maior prejudicado é o cidadão, porque acaba impedindo o exercício da profissão. É uma comissão importante e eu pretendo fazer com que ela seja mais ativa ainda, defendendo a classe, para que a classe consiga exercer a profissão de maneira ampla e em favor da sociedade".

“Temos várias outras comissões. Também temos a da jovem advocacia, que é uma das minhas bandeiras principais. Ela existe para acolher o jovem advogado no início de carreira, porque a faculdade ensina a parte da teoria, mas não ensina o dia-a-dia da prática. Aquele contato com o juiz, aquelas questões práticas com o cartório, órgãos públicos e tudo aquilo que a gente enfrenta. Pretendo melhorar essa prestação de serviço através da comissão da jovem advocacia e uma das minhas bandeiras é criar um escritório compartilhado dentro da Casa da OAB, onde aqueles jovens advogados do início de carreira que não tem condição de estruturar um escritório possam fazer o atendimento nesse local compartilhado”.

“Também vou, através dessa comissão, nos primeiros dias, primeiros meses quando o jovem advogado iniciar a carreira, prestar um auxílio para eles, seja nas primeiras audiências, troca de ideias, estudos, para o jovem advogado saber que ele vai ter alguém que olha por ele”.

“Uma das minhas propostas é unir a classe, desde o jovem advogado ao mais experiente. Não vejo outra forma de resgatar a credibilidade e a valorização da classe se não através da união. Como fazer isso? Reuniões e eventos que tenham a participação de todos”.

“Uma das minhas bandeiras principais, sempre que a OAB for chamada para tomar posição sobre coisas de interesse da sociedade, ela sempre vai passar a posição dela”.

PB - Últimas considerações sobre a chapa e a eleição?

“Peço o apoio e o voto dos colegas advogados, porque entendo que é preciso mudar. A OAB está esquecida, está afastada da sociedade, está afastada dos advogados, então eu peço o apoio e o voto dos colegas para que me deem uma oportunidade. A mudança é necessária, é saudável e tem que quebrar esse ciclo das mesmices, sempre com as mesmas pessoas comandando a OAB. É hora de dar oportunidade para a mudança na própria classe”.

Eleições
As eleições da OAB serão realizadas no próximo dia 25 de novembro, na sede da 64ª subseção de Presidente Venceslau, localizada na avenida Faustino Rodrigues Azenha.

A atual diretoria é composta pelo presidente José Antônio Voltarelli, vice Antônio Carlos Rodrigues de Carvalho, secretária geral Maria Aparecida Scalon da Silva Melchior, secretária adjunta Luciana Bareia Barbosa e tesoureiro Miguel Francisco de Oliveira Flora.

O atual presidente concorre à reeleição, com alterações em três cargos. Maria Aparecida Scalon da Silva Melchior, Luciana Bareia e Miguel Flora foram substituídos por Maria Helena Bueno, Lídia Amorim de Oliveira Santos e Salvador Lopes Junior, respectivamente.

A terceira chapa que disputa o pleito é encabeçada justamente pelo atual tesoureiro da subseção, Miguel Francisco de Oliveira Flora. Ele possui como vice o advogado Amauri Cesar da Silva Dias. Completam a chapa os profissionais Maria Aparecida Scalon da Silva Melchior (secretária geral), Fabiana Cano Rodrigues Pacito (secretária adjunta) e Vinícius Garcia Lansoni (tesoureiro).

Após a divulgação de mandado de segurança impetrado por um dos candidatos do Conselho Estadual, a justiça irá determinar se advogados inadimplentes que estão vinculados à subseção estarão impedidos de exercerem seus votos ou não. Existem cerca de 250 advogados inscritos na OAB local, mas a previsão feita pela atual diretoria é a de que cerca de 180 profissionais se apresentem no dia 25 para votar.

Mais Notícias