Moradora de Bataguassu vai até Pres. Venceslau comprar moto e perde R$ 5 mil para estelionatário

Uma mulher de 41 anos, moradora do Bairro Campo Grande em Bataguassu foi vítima de um golpe de estelionato através de um anúncio de facebook e perdeu R$ 5.000,00.

A vítima contou que viu o anúncio na rede social Facebook de uma moto Honda/BIZ ano 2013. Segundo a divulgação, o vendedor pedia R$ 7.000,00 pelo veículo. A mulher entrou em contato para negociar e informou que possuía parte do valor. Do outro lado da linha, o suposto vendedor aceitou a proposta da vítima e receberia R$ 5.000,00 no ato da compra e financiaria, ele mesmo, o restante do valor. 

O estelionatário então enviou para a vítima, a localização para que ela pudesse avaliar pessoalmente a moto. A partir daí, a mulher viajou até a cidade de Presidente Venceslau no estado de São Paulo, encontrou a motocicleta, gostou e fez a transferência do valor combinado via PIX. Assim que a transferência dos R$ 5.000,00 foi concluída, o golpista imediatamente bloqueou a mulher em todas as redes sociais e ela, então percebeu que havia sido vítima de um golpe financeiro. 

No local onde foi para avaliar a moto, a vítima conheceu o verdadeiro proprietário do veículo. O jovem contou que também nunca conheceu o intermediador pessoalmente e que havia anunciado a venda da moto Honda/BIZ nas redes sociais pelo valor de 10.500,00. 

O estelionatário viu o anúncio do rapaz e reproduziu com um valor muito abaixo da tabela de venda. O golpista chegou a entrar em contato com o dono da motocicleta dizendo que é morador de Dracena-SP e que um amigo estaria interessado na compra, mas que não possuía todo o valor pedido, então ele iria intermediar a venda, pois a empresa em que trabalha financiaria o valor que faltava. 

Diante da visita da vítima de Bataguassu, ambos, ela e o verdadeiro proprietário, dirigiram-se ao cartório para fazer a transferência do automóvel na esperança de que a venda se concretizasse com os valores repassados pelo intermediador, mesmo diante da disparidade de valor entre venda e compra. O rapaz, no entanto não efetuou a transferência da moto, pois o comprovante de depósito que o golpista lhe enviou se mostrou igualmente falso, já que o valor indicado por ele nunca foi de fato creditado em sua conta bancaria. 

A mulher então voltou para Bataguassu sem a moto e com o prejuízo dos R$ 5.000,00, e registrou um boletim de ocorrência. O verdadeiro proprietário do veículo também registrou um boletim de preservação de direito na delegacia de Presidente Vesceslau. 

O caso foi registrado como estelionato e será investigado pela Polícia Civil de Bataguassu. 

As informações são do Cenário MS.

Mais Notícias