Campanha de vacinação contra gripe é prorrogada até junho

O Ministério da Saúde (MS) decidiu prorrogar a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe. Agora, os trabalhos de imunização seguem até o dia 15 de junho. Em Presidente Prudente, foi registrada a primeira morte por vírus H1N1 neste ano.

A decisão foi motivada pelos efeitos da paralisação dos caminhoneiros no atendimento em saúde. Inicialmente, o fim da campanha estava previsto para a próxima sexta-feira (1°).

O público-alvo da campanha inclui idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a cinco anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (mulheres em até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Caso haja disponibilidade de vacinas, os municípios podem ampliar o público para crianças de cinco a nove anos e adultos com idades entre 50 e 59 anos. O Ministério destaca, no entanto, a importância de o público-alvo prioritário que ainda não se imunizou procurarem os postos de saúde.

Mortes por gripe em Prudente
Na terça-feira (29), a Vigilância Epidemiológica Municipal (VEM) confirmou o primeiro caso de morte provocada pelo vírus da gripe Influenza A - H1N1 do ano, em Presidente Prudente. Trata-se de uma mulher de 22 anos, moradora da zona norte de Presidente Prudente.

De acordo com a VEM, a vítima foi internada com suspeitas da doença no início da semana passada, mas evoluiu a óbito dois dias depois. Outro paciente, 58 anos, também foi diagnosticado com H1N1. Morador da região central da cidade, ele já recebeu alta médica e está fora de risco.

Há mais quatro casos suspeitos da doença sendo analisados pelo Instituto Adolpho Lutz.

As informações são do Portal Prudentino.

Mais Notícias