Evento em penitenciária de Bernardes somou cerca de 10 mil atendimentos

Na semana passada, sentenciados da Penitenciária “Silvio Yoshihiko Hinohara” de Presidente Bernardes receberam a visita de órgãos públicos e parceiros da sociedade civil, que levaram diversos serviços a quem cumpre pena no local, somando cerca de 10 mil atendimentos. O evento, denominado Jornada da Cidadania e Empregabilidade, ocorreu no dia 03 de julho, cujos dados oficiais foram divulgados posteriormente.

Sentenciados, funcionários e autoridades locais participaram da cerimônia de abertura na própria unidade prisional, que contou com café da manhã produzido pelos presos.  Em seguida, os convidados puderam realizar visita pelo interior do pavilhão escolar, para conhecer as atividades desenvolvidas no local, e prestigiar uma encenação teatral dos próprios apenados, os quais também expuseram produtos confeccionados por eles, para empresas tomadoras de mão de obra, como bolas, fivelas, sacolas e cadeiras.

Em contrapartida, os sentenciados receberam atendimentos odontológicos, psiquiátricos, testes rápidos (HIV/Hepatites e Sífilis), emissões de documentos pessoais (RG, CPF, Carteira de Trabalho, Certidão de Nascimento/Casamento), teste de glicemia capilar, aferição de pressão arterial e atendimentos jurídicos, além de participaram de palestras sobre diversos assuntos, projetos de leitura, chá literário e mostra de livros.

A ação vem percorrendo as unidades prisionais do Estado e tem como objetivo oferecer condições para que os privados de liberdade possam estudar e trabalhar, ainda dentro da prisão, bem como, contribuir para a remição de pena oriunda de trabalho e educação, além de auxiliá-los na retomada da vida quando ganharem a liberdade.

Realização
A Jornada da Cidadania e Empregabilidade é projeto da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), através do Grupo de Capacitação, Aperfeiçoamento e Empregabilidade (GCAE) da Coordenadoria de Reintegração Social e Cidadania (CRSC) em parceria com o Grupo Regional de Ações de Trabalho e Educação (Grate) da Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste do Estado. O trabalho com RG foi viabilizado graças ao Termo de Cooperação Mútua entre a SAP e a Secretaria de Segurança Pública, por intermédio do Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt do Departamento de Inteligência da Polícia Civil (IIRGD).

Notícias Relacionadas