Operação Loki desarticula organização criminosa por estelionato em Teodoro Sampaio

A Polícia Civil de Teodoro Sampaio deflagrou, na manhã desta quinta-feira (23), uma operação para desarticular uma organização criminosa dedicada à prática de estelionatos. A ação foi realizada em várias regiões. Conforme a corporação, os golpistas já fizeram vítimas em todo o país.

Seis prisões temporárias foram cumpridas nas cidades de Jequié e Salvador, ambas na Bahia (BA), e duas prisões temporárias em Fortaleza, com Ceará, além de oito mandados de busca domiciliar. As diligências ocorreram com o apoio da Polícias Civil destes estados.

De acordo com o delegado, Edmar Rogério Dias Caparroz, titular da Delegacia da Polícia Civil de Teodoro Sampaio, “a operação é resultado de mais de dois meses de investigação com o fito de apurar a origem de anúncios fraudulentos de venda de veículos pela plataforma de internet, especificamente por meio do site de comércio eletrônico, que fazem vítimas em todo o país e movimentam expressivos valores”.

Diante dos resultados das investigações, a Polícia Civil representou pela decretação de mandados de prisão temporária e buscas e apreensão, que foram expedidos pela Justiça de Teodoro Sampaio, após parecer favorável da Ministério Público Paulista.

'Frete grátis'
A investigação teve início após uma vítima, de Teodoro Sampaio, se interessar por um anúncio de uma máquina agrícola em um site de compra e venda, que apresentava a opção de “frete grátis para todo o Brasil” e que estaria em uma revenda de veículos na cidade de Lorena (SP).

Ao manter contato telefônico na linha indicada na página eletrônica, a vítima acabou sendo orientada a depositar parte do valor da entrada para garantir o negócio, mas o veículo nunca chegou ao seu destino.

“Com o registro da ocorrência policial, as diligências investigativas foram iniciadas, apurando-se, assim, a atuação de uma sofisticada organização criminosa chefiada por um dos maiores estelionatários do país que, apesar de constar uma revenda na cidade de Lorena [SP], os criminosos atuavam à distância, principalmente nas cidades de Jequié e Salvador, na Bahia”, esclareceu Caparroz.

De acordo com o delegado, a associação criminosa fez 17 vítimas no Estado de São Paulo. A corporação ainda suspeita que existam centenas de casos em outras regiões do país ligados aos investigados.

A “Operação Loki” faz referência ao Deus da trapaça ou da travessura na Mitologia Nórdica que possui um grande senso de estratégia e usa suas habilidades para seus interesses, envolvendo intriga e mentiras complexas.

As informações são do G1 Prudente.

Notícias Relacionadas

Ops, Não há Notícia Relacionada!