Atirador deixa 12 mortos em bar na Califórnia

Um atirador matou 12 pessoas e deixou vários feridos em um bar da cidade de Thousand Oaks, na Califórnia, antes de ser encontrado morto no fim da noite desta quarta-feira (7), segundo o gabinete do xerife do condado de Ventura. 

O atirador ainda não foi identificado pela polícia - ainda não há informações se ele cometeu suicídio ou foi morto. A polícia disse que, nesse momento, não tem indícios de que o crime esteja ligado a terrorismo.

Os disparos aconteceram durante um evento de estudantes universitários em um bar de música country chamado Borderline Bar and Grill, por volta das 23h20 de ontem (horário local, 4h20 de hoje em Brasília). O local fica a cerca de 65 km de Los Angeles. 

O evento tinha o nome de Noite Universitária Country e atraiu um público jovem, segundo testemunhas que estavam no local.

Ainda não há informações sobre o estado atual dos ao menos 12 feridos que foram levados a hospitais da região. Outras pessoas com ferimentos leves também foram a hospitais.

Entre os mortos está Ron Helus, policial veterano que estava havia 29 anos nas forças de segurança locais e era xerife-adjunto no gabinete do condado de Ventura. Ele foi o primeiro policial que chegou ao local para conter o atirador e acabou sendo atingido pelo suspeito, morrendo horas depois no hospital.

"Ron era dedicado e trabalhador. Ele era totalmente comprometido, dava tudo que tinha e nesta noite, como eu disse a sua mulher, ele morreu como um herói. Ele entrou para salvar vidas, salvar outras pessoas", disse o xerife local Geoff Dean em entrevista à imprensa.

Depois dos primeiros policiais que chegaram para conter o atirador, outras forças de segurança, incluindo a Swat, se dirigiram ao local. Eles entraram no bar e encontraram as vítimas e o atirador mortos.

Várias testemunhas ouvidas pelas emissoras de televisão locais descreveram um homem de barba e chapéu entrar no local e começar a atirar diante do balcão, enquanto as pessoas quebraram vidros do bar para fugir.

Houve relatos de que ele usou uma bomba de fumaça no momento que começou a atirar, mas a polícia disse que essa informação ainda não foi confirmada.

As informações são do site Uol.

Notícias Relacionadas