Vítimas do maníaco do pênis tiveram alta do HR e já estão em Venceslau

Os dois homens que foram vítimas do maníaco do pênis em Presidente Venceslau e estavam internados no Hospital Regional – HR de Presidente Prudente, tiveram alta e já retornaram para suas residências em Presidente Venceslau.

José Barbosa Leite, 63, teve alta às 13 horas da última sexta-feira (04). Ele está utilizando uma bolsa de colostomia e já nesta segunda-feira (07) foi conduzido pela Polícia Civil até a delegacia onde fez o reconhecimento do autor da mutilação.

Jairo da Costa Ataíde, 48, conhecido como Chepa, que foi encontrado na manhã do último dia 31 de dezembro na calçada frente a Associação Comercial e Industrial (ACIPREV), teve alta do HR às 18h50 deste domingo (06). Durante o atendimento, ele apresentava maior gravidade no estado clínico por ter perdido muito sangue. Após seis dias de internação, Jairo foi liberado e está em casa. Ele deve ser ouvido ainda nesta segunda-feira.

“Até agora não conseguimos colher o depoimento do Jairo, já que no hospital ele estava sedado. Hoje vamos ouvi-lo e ele irá participar do reconhecimento do homem que está preso e é apontado como autor do crime”, disse o delegado Alberto Gonini em contato com a reportagem do PORTAL BUENO.

A terceira vítima, Luis Carlos da Silva, segue internado na Santa Casa de Presidente Venceslau. Ele deu entrada na unidade na última sexta-feira (04). O estado de saúde dele é estável e não corre riscos.

Depoimento de José Leite
O delegado Alberto Gonini, responsável pelas investigações do caso, disse que José Barbosa Leite reconheceu o faxineiro Wellington Carlos de Oliveira, 43, como sendo o autor do ataque na última segunda-feira (31). Ele está preso desde a madrugada do último sábado.

O idoso revelou em depoimento ao delegado detalhes da ação, e afirmou que Wellington o abordou na praça Álvaro Coelho e o convidou para ir até uma quermesse em um bairro próximo. José aceitou o convite e Wellington lhe ofereceu uma latinha de cerveja.

“Os dois foram caminhando e a quermesse não existia, em uma rua o autor deu uma rasteira na vítima que caiu no chão, e Wellington abriu o zíper da calça do homem e com um objeto fez o corte no pênis”, disse Gonini.

Homem preso
O homem que ficou conhecido como maníaco do pênis em Presidente Venceslau foi preso na noite desta sexta-feira (04) após uma semana intensa de trabalhos investigativos da Polícia Civil. Trata-se de Wellington Carlos de Oliveira. Ele é homossexual e tem 43 anos. O rapaz é apontado como autor de três mutilações de pênis na cidade na madrugada do último dia 31 de dezembro.

As autoridades identificaram a autoria dos crimes após análises de imagens de câmeras, e reconhecimento por parte das vítimas. Após as evidências, Wellington, que trabalhava como faxineiro, confessou os crimes.