Governo suspende instalação de AME em Penápolis

A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo confirmou a suspensão do contrato com a OS (Organização Social) Santa Casa de Misericórdia de Pacaembu para a instalação de um AME (Ambulatório Médico de Especialidades) em Penápolis. A informação foi divulgada em nota enviada ontem à Folha da Região.

Segundo a secretaria, o processo de instalação da unidade em Penápolis, firmado na gestão anterior do ex-governador Márcio França (PSB), foi avaliado pela pasta, que, tecnicamente, considerou necessária a realização de novos estudos, com o objetivo de embasar a implantação de um novo serviço em local que atenda adequadamente a região. “Por isso, o contrato foi suspenso. A pasta será ressarcida de todos os valores repassados para a OS”, afirmou a secretaria estadual de Saúde na nota.

Tentando contato
O prefeito de Penápolis, Célio de Oliveira (sem partido), disse que está tentando contato com setores do governo do Estado de São Paulo para entender a situação. Ele afirmou que o município tem um ato jurídico perfeito para instalação do AME na cidade e que estudos técnicos para sua implantação existem desde 2014. “A única cidade que tem projeto técnico para um AME na região é Penápolis”, assinalou o chefe do Executivo.

As informações são do site Folha da Região.

Mais Notícias