Major Olimpio diz que se professores estivessem armados, tragédia teria sido evitada

O líder do PSL no Senado, Major Olimpio (SP), afirmou em pronunciamento durante reunião da Comissão de Constituição de Justiça (CCJ), na manhã desta quarta-feira (13), que “se os professores estivessem armados, se os serventes estivessem armados, essa tragédia teria sido evitada.”

Para o senador, não permitir acesso a armas para “cidadãos de bem” foi nocivo à sociedade.

Em nota, Olímpio acrescentou que "a política desarmamentista fracassou" e que não pode "deixar que os aproveitadores se utilizem da tragédia para falar que o desarmamento é solução, essas armas são ilegais e foram obtidas e usadas por adolescentes".

O senador aproveitou para também fazer a defesa da redução da maioridade penal. Ele é autor de projeto de lei que prevê a possibilidade de prender qualquer pessoa a partir dos 12 anos após avaliação psicológica.

"Nossas escolas deviam ser lugar de proteção para nossas crianças e infelizmente não estão seguras. Precisamos urgentemente rever a nossa política de segurança pública, bandido não tem idade, e essa tragédia apenas reafirma que precisamos reduzir a maioridade penal já."

A chacina
Dois adolescentes encapuzados entraram na escola estadual Professor Raul Brasil, na manhã desta quarta-feira (13), em Suzano, a 50 km de distância de São Paulo, efetuando disparos contra estudantes e uma funcionária.

Segundo informações da TV Globo, os dois adolescentes teriam matado dez pessoas e deixado outras de feridas.

Segundo a Polícia Militar, todo o efetivo da 1ª Companhia do 32º Batalhão de Suzano foi destacado para ir até o local. As equipes da Guarda Civil Metropolitana e do Samu foram enviadas para a escola.

Mais Notícias