Duran pede apoio de Olimpio e Pinato para manter INSS em Venceslau

O prefeito Jorge Duran formalizou na última semana um pedido de apoio para manutenção do serviço de perícia médica na agência do INSS de Presidente Venceslau. O ato foi tomado a partir da notícia de que esse serviço poderá ser transferido para outra cidade.

Foi pedido agendamento de audiência no INSS, em Brasília. O prefeito já conseguiu apoio do deputado federal Fausto Pinato e do senador Major Olímpio, que deverão fazer gestões para manutenção de perito na agência local do instituto.

Duran foi informado que esse remanejamento de atendimento de perícia está ocorrendo em todo o País. O motivo seria a falta de peritos profissionais e a negativa do INSS de contratar novos profissionais para atender nas agências.

A agência venceslauense atende municípios do Pontal do Paranapanema. E, de conformidade com anúncio ventilado na imprensa, o serviço de perícia seria transferido para a agência da cidade de Dracena, na região da Alta Paulista.

A confirmar o remanejamento, os cidadãos de municípios da região serão afetados, dificultando o acesso ao importante serviço que, atualmente, é prestado na agência do Instituto localizada no município de Presidente Venceslau. “Salientamos que o nosso município está estrategicamente localizado no eixo entre regiões do Estado de São Paulo, sendo o local ideal para atender todas as cidades do Pontal do Paranapanema e até mesmo da Alta Paulista”, justificou o prefeito.

Duran lembra que o município já é sede de serviços públicos, estaduais e federais, como Vara da Justiça Federal, Seccional de Polícia, 42º Batalhão da Polícia Militar, Coordenadoria Regional do Sistema Prisional (CROESTE), dentre outros. “Manter o serviço no INSS de Venceslau significa atender os cidadãos de Presidente Epitácio, Caiuá, Piquerobi, Marabá Paulista, Teodoro Sampaio, Euclides da Cunha, Rosana, Mirante do Paranapanema, dentre outros municípios de outras regiões”.

O prefeito também defende que a agência do INSS de Presidente Venceslau serve várias cidades e, a confirmar a perda do serviço de perícia, muitos municípios serão prejudicados, distanciando o acesso ao cidadão de importante serviço público.

Mais Notícias