Duran não irá renunciar mandato, afirma jornal

Nos últimos dias começaram a circular entre os venceslauenses boatos de que o prefeito Presidente Venceslau, Jorge Duran Gonçalez, poderia deixar o cargo ainda neste ano. O falso rumor circulou principalmente entre servidores municipais. 

A reportagem do jornal Integração esteve em contato com representantes da atual gestão municipal, e o comentário foi classificado como "fake". A fonte garantiu ainda a permanência de Duran no cargo até o final de seu mandato, que se encerra em 31 de dezembro de 2020. No ano que vem, o novo prefeito da cidade será escolhido pela população por meio de eleições que serão realizadas em outubro. 

As falsas informações também envolvem o vice prefeito Osvaldo Melo. De acordo com os boatos, em caso de renúncia do prefeito Duran, ele não poderia assumir a titularidade do cargo, o que também não procede. Osvaldo não possui restrições e está na função de forma legal.

O boato surgiu após o levantamento de uma possível proposta recebida por Duran de um político eleito para mandato em Brasília para atuar como assessor. A informação também foi negada pela fonte consultada pelo Jornal Integração Regional, que afirmou “não existir nenhum convite”. 

Atualmente, Duran está em seu segundo mandato. Após derrotar Ernane Erbella - na época candidato à reeleição - em 2012 por 57 votos a mais, o atual prefeito foi mantido pela população em 2016 ao derrotar Claudemir Garcia por grande diferença no percentual de votos. O último pleito foi concluído com 74,93% dos votos para o candidato do PSD contra 25,07% para Garcia. 

Mais Notícias