Operação da Polícia Civil desarticula grupo que mantinha entreposto de drogas em Epitácio

A Polícia Civil do Estado de São Paulo, Deinter 8, por meio da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE) de Presidente Venceslau, deflagrou nesta sexta feira (31) a operação “Organon”, a qual teve como objetivo destituir uma organização criminosa que realizava tráfico de drogas na divisa do Brasil com o Paraguai e que mantinha entreposto em Presidente Epitácio (SP).

Ao todo, foram cumpridas seis buscas domiciliares e cinco mandados de prisão preventiva, dos quais três resultaram, efetivamente, em cárcere. Dois presos são de Tatuí (SP) e um de São Paulo, capital.      

Durante a Operação foram apreendidos ainda 10 aparelhos celulares e aproximadamente  R$ 29 mil, além de um relógio avaliado em R$ 6 mil.

Investigações
O objetivo da ação policial foi investigar uma organização criminosa que atuava no tráfico ilícito de entorpecentes, adquirindo grande quantidade de maconha na divisa do Brasil com o Paraguai e que mantinham um entreposto na área rural de Presidente Epitácio.

Em Epitácio, a organização mantinha a droga armazenada para distribuição, com destinos principais às cidades de Tatuí (SP) e São Paulo, capital, além das cidades do Oeste Paulista.

O grupo possuía uma logística de transporte e camuflagem da droga em veículos de pequeno porte, utilizando “batedores” em outros veículos para sinalizar possíveis barreiras policiais pelos trajetos previamente definidos.

Participaram da operação um total de 32 Policiais Civis da área da Delegacia Seccional de Presidente Venceslau, com apoio da do canil da Polícia Militar e Força Tática no município de Tatuí e São Paulo.

Mais Notícias