Revolução de 32 é lembrada com desfile e homenagens na Praça 9 de Julho, em Prudente

Comemorar o Octagésimo Sétimo (87º) aniversário da Revolução Constitucionalista de 1932, manter viva a memória dos combatentes, os soldados constitucionalistas, e ensinar para as novas gerações uma história de luta de militares e da sociedade civil, para que a democracia fosse vitoriosa. Estes são alguns dos objetivos pelo qual a Polícia Militar e a Prefeitura de Presidente Prudente organizaram nesse feriado estadual de 9 de julho um desfile comemorativo.

A solenidade, animada por integrantes da Banda Regimental de Música da Polícia Militar, reuniu centenas de pessoas na Praça Nove de Julho. O prefeito Nelson Bugalho e o Comandante do CPI – 8 Comando do Policiamento do Interior 8, coronel PM Adilson Luís Franco Nassaro, além de amigos, familiares e representantes dos ex- combatentes da Revolução Constitucionalista de 1932.

Presentes ainda o presidente da Câmara de vereadores, Demerson Dias e os vereadores Elza do Gás, Adão Batista, José Tabosa, Mauro Neves, Enio Perrône e representante da vereadora Alba Lucena, como também o deputado estadual Ed Thomas.

O desfile contou com entrega de medalhas sociedade veteranos de 1932 para vários homenageados, entre eles o jornalista Adelmo Vanalli, ex- diretor do jornal “ O Imparcial” e ainda o prefeito Nelson Bugalho e o chefe de gabinete e secretário de comunicação da Prefeitura de Presidente Prudente, jornalista Marcos Tadeu.

A homenagem à memória ao soldado constitucionalista lembrou os heróis que morreram pelo restabelecimento da democracia no Brasil, que foi ameaçada pelo golpe de estado de Getúlio Vargas.

Entre os destaques das homenagens, um toque de silêncio executado pela Banda da Polícia Militar reverenciou a memória a todos os que morreram em defesa dos ideais do povo paulista. Durante a solenidade o obelisco que fica em frente da Praça 9 de Julho recebeu flores para marcar a data.

O coronel Nassaro afirmou que o evento é uma forma de contar uma história de bravura e idealismo dos jovens que combateram na revolução e lembrou que Presidente Prudente faz homenagem aos combatentes batizando ruas e praças com o nomes destes valorosos prudentinos, como o Tenente Nicolau Mafei, Tentente Casemiro Dias, Sargento Firmino Leão, Coronel Brisola, entre outros. “ Nosso desfile é o maior e mais significativo de todas as cidades do interior de São Paulo e queremos manter ampliar esta tradição”, afirmou.

O prefeito Nelson Bugalho lembrou da importância da luta dos soldados constitucionalistas, que representaram segundo ele, talvez a manifestação de bravura mais importante do Estado de São Paulo.

“ É preciso trazer para os momentos atuais e para o futuro próximo, o exemplo dos nossos ancestrais, que lutaram bravamente no ano de 1932; eles devem ser inspiração para os brasileiros de agora. Enquanto políticos e não políticos se digladiam em público, nos púlpitos ou em redes sociais, nós ficamos sem tempo para dar um jeito nos problemas reais, que realmente importam para todos. Os municípios precisam se fortalecer; todos nós temos que criar um “novo localismo”. As cidades se tornaram no mundo desenvolvido, um ponto de referência para discutir competitividade econômica, pobreza e diversidade social, enfim tudo. É na cidade que as coisas acontecem. Lá fora, cada vez mais, as cidades assumem um protagonismo em questões que, até pouco tempo atrás, estavam restritas tão somente ao governo federal e estadual. Hoje é diferente, nós temos que mudar o entendimento convencional e já bastante ultrapassado, de que as cidades são meras unidades políticas subordinadas aos estados e à união. Isso é um grande erro. Os gestores municipais têm que ficar atentos aos problemas que estão acontecendo na cidade e não ficar mendigando verbas federais e estaduais. O poder mudou. O poder local é o que importa, o poder do cidadão.”

Este ano as escolas municipais foram representadas no desfile. Cerca de 90 crianças de 13 escolas municipais desfilaram na avenida Coronel Marcondes.

O desfile contou ainda com participação dos pelotões de soldados da Polícia Militar, do Grupo de Escoteiros( Guayporé, Monte Carmelo e Nelson Mandela), da Ordem DeMolay, das Filhas de Jó, e dos pelotões motorizados da Polícia Militar, incluindo motocicletas, policiamento escolar, rural, força tática, base comunitária móvel, batalhão de ações especiais da polícia, policiamento rodoviário, policiamento ambiental, viaturas do 14º Grupamento de Bombeiros, Grupamento da Polícia Montada, sobrevoo do helicóptero Águia, GOE, Grupo de Ações Especiais e do canil da polícia militar.

Mais Notícias